an online Instagram web viewer
Coordenador Geral do Sinsijornalistas abre oficialmente o #enjai é #conej.  Confira discurso proferido: "Os jornalistas talvez sejam um dos profissionais que terão as mais profundas mudanças em suas relações de trabalho. A reforma vem legalizar muitas práticas que o empresariado já realizava, mas que os sindicatos arduamanente batalhavam e conseguiam reverter na justiça. Terceirização ou Pejotizacao; Banco de horas; trabalho intermitente, pra gente freela fixo; entre outros.

Mudanças essas que se somam a toda evolução tecnológica das novas plataformas que ja atingiram a profissão. Que são agravadas por um empresariado de comunicação árduo pelo lucro custe o que custar, passando por cima dos interesses da sociedade em defesa apenas de grupos políticos e empresas que financiam esses grupos. 
Com linhas editoriais duvidosas e diante ao enorme fluxo de informação das redes sociais, a sociedade deixa de comprar o tradicional jornalismo e aprofunda-se a crise econômica dos grupos de comunicação gerando  desemprego e por consequência uma categoria adoentada exausta e desiludida.

Por isso tudo, este é o momento de aprofundar as discussões, para juntos discutirmos as saídas para evitar o aumento da precarização e fortalecer o jornalismo como um direito universal da sociedade.

Direito esse que tem sido atacado diariamente por um grupo que tomou o poder com o irrestrito apoio de parte do nosso judiciário. 
Mas para isso a categoria precisa se unir e fortalecer seus sindicatos. Apenas com a luta e União conseguiremos reverter tudo o que está posto.

Que todos nós tenhamos um bom Congresso.

#jornalistasdoES #jornalistas

Coordenador Geral do Sinsijornalistas abre oficialmente o #enjai  é #conej . Confira discurso proferido: "Os jornalistas talvez sejam um dos profissionais que terão as mais profundas mudanças em suas relações de trabalho. A reforma vem legalizar muitas práticas que o empresariado já realizava, mas que os sindicatos arduamanente batalhavam e conseguiam reverter na justiça. Terceirização ou Pejotizacao; Banco de horas; trabalho intermitente, pra gente freela fixo; entre outros. Mudanças essas que se somam a toda evolução tecnológica das novas plataformas que ja atingiram a profissão. Que são agravadas por um empresariado de comunicação árduo pelo lucro custe o que custar, passando por cima dos interesses da sociedade em defesa apenas de grupos políticos e empresas que financiam esses grupos. Com linhas editoriais duvidosas e diante ao enorme fluxo de informação das redes sociais, a sociedade deixa de comprar o tradicional jornalismo e aprofunda-se a crise econômica dos grupos de comunicação gerando  desemprego e por consequência uma categoria adoentada exausta e desiludida. Por isso tudo, este é o momento de aprofundar as discussões, para juntos discutirmos as saídas para evitar o aumento da precarização e fortalecer o jornalismo como um direito universal da sociedade. Direito esse que tem sido atacado diariamente por um grupo que tomou o poder com o irrestrito apoio de parte do nosso judiciário. Mas para isso a categoria precisa se unir e fortalecer seus sindicatos. Apenas com a luta e União conseguiremos reverter tudo o que está posto. Que todos nós tenhamos um bom Congresso. #jornalistasdoES  #jornalistas 

0 Comments:

    17 Likes: