an online Instagram web viewer

#frasesliterarias medias

Photos

ARISTOTELES Y DANTE DESCUBREN LOS SECRETOS DEL UNIVERSO
Autor: Benjamin Alire Sanz
Editorial: Planeta
•
El problema con mi vida era que se le habia ocurrido a alguien mas. Aristoteles es introvertido y timido. Dante es transparente y expresivo. Por motivos que parecen escapar a toda razon, estos dos chicos de diecisiete anos se encuentran y construyen una amistad entranable que les permitira redefinir el mundo del otro y aprender a creer en ellos mismos para descubrir los secretos del universo. El escritor multipremiado, Benjamin Alire Saenz, explora la lealtad y la confianza entre dos jovenes que estan aprendiendo a ser adultos en un escenario fronterizo tan mexicano como estadounidense. Juntos deberan crecer al mismo tiempo en que se adaptan a una sociedad que tambien esta en permanente busqueda de su identidad. Para todos aquellos que han tenido que aprender a jugar con otras reglas.
•
Para @azul.martineez ❤️ ~Bohemia
#aristotelesydantedescubrenlossecretosdeluniverso #aristotelesydante #lectores #frasesliterarias #frasesdelibros
ARISTOTELES Y DANTE DESCUBREN LOS SECRETOS DEL UNIVERSO Autor: Benjamin Alire Sanz Editorial: Planeta • El problema con mi vida era que se le habia ocurrido a alguien mas. Aristoteles es introvertido y timido. Dante es transparente y expresivo. Por motivos que parecen escapar a toda razon, estos dos chicos de diecisiete anos se encuentran y construyen una amistad entranable que les permitira redefinir el mundo del otro y aprender a creer en ellos mismos para descubrir los secretos del universo. El escritor multipremiado, Benjamin Alire Saenz, explora la lealtad y la confianza entre dos jovenes que estan aprendiendo a ser adultos en un escenario fronterizo tan mexicano como estadounidense. Juntos deberan crecer al mismo tiempo en que se adaptan a una sociedad que tambien esta en permanente busqueda de su identidad. Para todos aquellos que han tenido que aprender a jugar con otras reglas. • Para @azul.martineez ❤️ ~Bohemia #aristotelesydantedescubrenlossecretosdeluniverso  #aristotelesydante  #lectores  #frasesliterarias  #frasesdelibros 
Ontem eu me deitei com uma saudade imensa de você.
Ela foi tão grande, que nem consegui ficar na cama.
Inquieta, vaguei pelos cômodos aqui de casa, comi batata palha – senti falta de um vinho bem barato para acompanhar, como a gente fazia antigamente – ouvi músicas tristes e deitei sozinha no chão, olhando pro teto branco.
Céus, como eu odeio esse teto branco, com as paredes amarelas.

O caso, não é que estive insone, é que você surgiu nos meus pensamentos e me deixou perturbada.
Havia tempos que eu não pensava em você, sabia?
Acho que foi por isso que você reclamou sua presença dentro de mim.

Quando as lembranças surgiram, comecei a duvidar que você realmente existiu,
Pensei que era efeito das drogas que eu estava tomando para poder dormir e que estavam me fazendo alucinar com um sentir tão forte de você perto de mim.
Confesso que tive medo, e eu nunca tive medo de você, por mais que as pessoas, naquela época, diziam que era para que eu tivesse e me afastasse.

Elas não conheciam você, como eu conhecia.
Elas não amavam você, como você se deixava amar por mim.

Foi aí que eu eu comecei a me perguntar
Esse amor tão grande existiu mesmo, ou foi tudo uma grande imaginação, para que eu pudesse lidar comigo mesma?
Talvez eu precise reencontrar pessoas que conheceram você naquela época,
Pessoas que provem que você existiu, que vivemos a melhor época da nossa vida e fomos destemidos.

Você me fez forte, sabe? – você ou a ideia de você, eu já nem sei mais.
Você me fez acreditar que eu era capaz, grande e, mesmo adolescente,
Que o mundo era meu e eu era o mundo.

Mas aí você se foi.
Colocou tudo isso nas minhas mãos e foi.
Mal lembro do adeus – caso ele tenha realmente existido.

E agora estou aqui, depois de tantos anos,
Novamente escrevendo sobre você,
Sem ter certeza se tudo aconteceu ou se eu inventei você.

Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Ontem eu me deitei com uma saudade imensa de você. Ela foi tão grande, que nem consegui ficar na cama. Inquieta, vaguei pelos cômodos aqui de casa, comi batata palha – senti falta de um vinho bem barato para acompanhar, como a gente fazia antigamente – ouvi músicas tristes e deitei sozinha no chão, olhando pro teto branco. Céus, como eu odeio esse teto branco, com as paredes amarelas. O caso, não é que estive insone, é que você surgiu nos meus pensamentos e me deixou perturbada. Havia tempos que eu não pensava em você, sabia? Acho que foi por isso que você reclamou sua presença dentro de mim. Quando as lembranças surgiram, comecei a duvidar que você realmente existiu, Pensei que era efeito das drogas que eu estava tomando para poder dormir e que estavam me fazendo alucinar com um sentir tão forte de você perto de mim. Confesso que tive medo, e eu nunca tive medo de você, por mais que as pessoas, naquela época, diziam que era para que eu tivesse e me afastasse. Elas não conheciam você, como eu conhecia. Elas não amavam você, como você se deixava amar por mim. Foi aí que eu eu comecei a me perguntar Esse amor tão grande existiu mesmo, ou foi tudo uma grande imaginação, para que eu pudesse lidar comigo mesma? Talvez eu precise reencontrar pessoas que conheceram você naquela época, Pessoas que provem que você existiu, que vivemos a melhor época da nossa vida e fomos destemidos. Você me fez forte, sabe? – você ou a ideia de você, eu já nem sei mais. Você me fez acreditar que eu era capaz, grande e, mesmo adolescente, Que o mundo era meu e eu era o mundo. Mas aí você se foi. Colocou tudo isso nas minhas mãos e foi. Mal lembro do adeus – caso ele tenha realmente existido. E agora estou aqui, depois de tantos anos, Novamente escrevendo sobre você, Sem ter certeza se tudo aconteceu ou se eu inventei você. Grazielle Vieira | Vigor Frágil
¿Cuantos amantes de este libro? 🌙 ~Bohemia
#aristótelesydantedescubrenlossecretosdeluniverso #aristotelesydante #lectores #frasesliterarias
Te daría el mundo de Jandy Nelson.
Para @destefano_bianca ❤️ ~Bohemia
#tedariaelsol #tedariaelmundo #lectores #frasesliterarias
Nem sempre vamos conseguir entender os motivos. Nem sempre o motivo vai ser o fim do amor. Existem histórias que já começam com um prazo para o fim, e tá tudo bem. Muita gente vai passar pela nossa vida, marcar e partir. É assim que nós vamos crescer, amadurecer e aprender: cometendo erros e vivendo. E no fim de cada história, você deve virar a página para começar a escrever uma nova. Guarda aquele capítulo com carinho e vai pro próximo. O livro precisa acabar uma hora, não se preocupe, nenhuma história fica pela metade. O fim da sua história vai chegar. Mas, antes disso, você vai precisar ser forte e aceitar que nem todo mundo que chegar, vai ficar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Nem sempre vamos conseguir entender os motivos. Nem sempre o motivo vai ser o fim do amor. Existem histórias que já começam com um prazo para o fim, e tá tudo bem. Muita gente vai passar pela nossa vida, marcar e partir. É assim que nós vamos crescer, amadurecer e aprender: cometendo erros e vivendo. E no fim de cada história, você deve virar a página para começar a escrever uma nova. Guarda aquele capítulo com carinho e vai pro próximo. O livro precisa acabar uma hora, não se preocupe, nenhuma história fica pela metade. O fim da sua história vai chegar. Mas, antes disso, você vai precisar ser forte e aceitar que nem todo mundo que chegar, vai ficar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Cadê as arianas? Marque sua ariana aí 💜 #oquesintoempalavras #signosoqsep
E para o meu recomeço, foi preciso o nosso fim. #oquesintoempalavras
De todas as atualizações do whatsapp, poder personalizar o toque dos contatos foi a melhor. Você tem um toque especial lá. Quando ouvia, sabia que era você e corria para te responder no mesmo instante. Corria porque era tão difícil conseguir te ver ou falar com você, que eu não hesitava em responder na hora. Tem gente que faz esse joguinho, mas eu não conseguia ver seu contato com uma mensagem não respondida. Mas você só aparece quando quer e quando lhe convém. Sempre que eu te procuro ou mando uma mensagem, você é completamente ríspido comigo. Juro que não te entendo.

Só que a minha memória não pode guardar algo que não vejo e nem ao menos sinto. Você está sumindo aos poucos – como aquele emoji que sempre aparece nos recentes e quando deixa de ser usado, desaparece. E raramente nos lembramos dele depois.

Você se tornou o meu emoji esquecido.

Não ia mais colocar você num pedestal e te tornar tão especial quando você não está se importando nem um pouco. Deixei o celular de lado porque já não fazia mais diferença se você estava online ou não. Escolhi um livro que amava e, acompanhado de uma taça do meu vinho preferido, comecei a ler. Foram 6 capítulos – olha que irônico já que fazem 6 meses que você entrou na minha vida.

Eu ouvi o celular tocar e sabia que era você, mas meu livro acompanhado do vinho estava bem melhor do que uma conversa que acabaria em trinta minutos – e demoraria uma semana ou mais para acontecer outra.

Antes, o seu toque era diferente para eu saber que era você e te responder. Agora, ouço e sei que não preciso ter pressa porque não é importante. Você não é mais tão especial quanto antes. Demorei os 6 meses que estava com você para notar, mesmo com todos os sinais que você dava. E quando finalmente me libertei, bastaram 6 capítulos lidos em pouco mais de uma hora para sua mensagem chegar. Naquele instante eu já havia acabado o capítulo 6 – era a última linha quando o celular tocou.

E então eu virei a página. Não só a do livro, a sua também. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
De todas as atualizações do whatsapp, poder personalizar o toque dos contatos foi a melhor. Você tem um toque especial lá. Quando ouvia, sabia que era você e corria para te responder no mesmo instante. Corria porque era tão difícil conseguir te ver ou falar com você, que eu não hesitava em responder na hora. Tem gente que faz esse joguinho, mas eu não conseguia ver seu contato com uma mensagem não respondida. Mas você só aparece quando quer e quando lhe convém. Sempre que eu te procuro ou mando uma mensagem, você é completamente ríspido comigo. Juro que não te entendo. Só que a minha memória não pode guardar algo que não vejo e nem ao menos sinto. Você está sumindo aos poucos – como aquele emoji que sempre aparece nos recentes e quando deixa de ser usado, desaparece. E raramente nos lembramos dele depois. Você se tornou o meu emoji esquecido. Não ia mais colocar você num pedestal e te tornar tão especial quando você não está se importando nem um pouco. Deixei o celular de lado porque já não fazia mais diferença se você estava online ou não. Escolhi um livro que amava e, acompanhado de uma taça do meu vinho preferido, comecei a ler. Foram 6 capítulos – olha que irônico já que fazem 6 meses que você entrou na minha vida. Eu ouvi o celular tocar e sabia que era você, mas meu livro acompanhado do vinho estava bem melhor do que uma conversa que acabaria em trinta minutos – e demoraria uma semana ou mais para acontecer outra. Antes, o seu toque era diferente para eu saber que era você e te responder. Agora, ouço e sei que não preciso ter pressa porque não é importante. Você não é mais tão especial quanto antes. Demorei os 6 meses que estava com você para notar, mesmo com todos os sinais que você dava. E quando finalmente me libertei, bastaram 6 capítulos lidos em pouco mais de uma hora para sua mensagem chegar. Naquele instante eu já havia acabado o capítulo 6 – era a última linha quando o celular tocou. E então eu virei a página. Não só a do livro, a sua também. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Ontem eu me deitei com uma saudade imensa de você.
Ela foi tão grande, que nem consegui ficar na cama.
Inquieta, vaguei pelos cômodos aqui de casa, comi batata palha – senti falta de um vinho bem barato para acompanhar, como a gente fazia antigamente – ouvi músicas tristes e deitei sozinha no chão, olhando pro teto branco.
Céus, como eu odeio esse teto branco, com as paredes amarelas.

O caso, não é que estive insone, é que você surgiu nos meus pensamentos e me deixou perturbada.
Havia tempos que eu não pensava em você, sabia?
Acho que foi por isso que você reclamou sua presença dentro de mim.

Quando as lembranças surgiram, comecei a duvidar que você realmente existiu,
Pensei que era efeito das drogas que eu estava tomando para poder dormir e que estavam me fazendo alucinar com um sentir tão forte de você perto de mim.
Confesso que tive medo, e eu nunca tive medo de você, por mais que as pessoas, naquela época, diziam que era para que eu tivesse e me afastasse.

Elas não conheciam você, como eu conhecia.
Elas não amavam você, como você se deixava amar por mim.

Foi aí que eu eu comecei a me perguntar
Esse amor tão grande existiu mesmo, ou foi tudo uma grande imaginação, para que eu pudesse lidar comigo mesma?
Talvez eu precise reencontrar pessoas que conheceram você naquela época,
Pessoas que provem que você existiu, que vivemos a melhor época da nossa vida e fomos destemidos.

Você me fez forte, sabe? – você ou a ideia de você, eu já nem sei mais.
Você me fez acreditar que eu era capaz, grande e, mesmo adolescente,
Que o mundo era meu e eu era o mundo.

Mas aí você se foi.
Colocou tudo isso nas minhas mãos e foi.
Mal lembro do adeus – caso ele tenha realmente existido.

E agora estou aqui, depois de tantos anos,
Novamente escrevendo sobre você,
Sem ter certeza se tudo aconteceu ou se eu inventei você.

Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Ontem eu me deitei com uma saudade imensa de você. Ela foi tão grande, que nem consegui ficar na cama. Inquieta, vaguei pelos cômodos aqui de casa, comi batata palha – senti falta de um vinho bem barato para acompanhar, como a gente fazia antigamente – ouvi músicas tristes e deitei sozinha no chão, olhando pro teto branco. Céus, como eu odeio esse teto branco, com as paredes amarelas. O caso, não é que estive insone, é que você surgiu nos meus pensamentos e me deixou perturbada. Havia tempos que eu não pensava em você, sabia? Acho que foi por isso que você reclamou sua presença dentro de mim. Quando as lembranças surgiram, comecei a duvidar que você realmente existiu, Pensei que era efeito das drogas que eu estava tomando para poder dormir e que estavam me fazendo alucinar com um sentir tão forte de você perto de mim. Confesso que tive medo, e eu nunca tive medo de você, por mais que as pessoas, naquela época, diziam que era para que eu tivesse e me afastasse. Elas não conheciam você, como eu conhecia. Elas não amavam você, como você se deixava amar por mim. Foi aí que eu eu comecei a me perguntar Esse amor tão grande existiu mesmo, ou foi tudo uma grande imaginação, para que eu pudesse lidar comigo mesma? Talvez eu precise reencontrar pessoas que conheceram você naquela época, Pessoas que provem que você existiu, que vivemos a melhor época da nossa vida e fomos destemidos. Você me fez forte, sabe? – você ou a ideia de você, eu já nem sei mais. Você me fez acreditar que eu era capaz, grande e, mesmo adolescente, Que o mundo era meu e eu era o mundo. Mas aí você se foi. Colocou tudo isso nas minhas mãos e foi. Mal lembro do adeus – caso ele tenha realmente existido. E agora estou aqui, depois de tantos anos, Novamente escrevendo sobre você, Sem ter certeza se tudo aconteceu ou se eu inventei você. Grazielle Vieira | Vigor Frágil
É com enorme alegria e gratidão que anuncio a publicação de dois textos meus no e-book lindo, cheio de amor e pessoas talentosíssimas que eu amo tanto da Editora Villardo! 
É engraçado - para uma escritora - dizer que está sem palavras, só posso dizer que tô feliz e grata demais por tudo o que vem me acontecendo nessa jornada que está cada dia mais forte e linda! 
E, claro, não podia deixar de agradecer ao Di (@diegohenrique.ssn) pela força e por toda a energia que me deu e dá sempre com os meus textos! 
Tá ficando séria, a coisa! E eu quero muito mais!✒📚❤
É com enorme alegria e gratidão que anuncio a publicação de dois textos meus no e-book lindo, cheio de amor e pessoas talentosíssimas que eu amo tanto da Editora Villardo! É engraçado - para uma escritora - dizer que está sem palavras, só posso dizer que tô feliz e grata demais por tudo o que vem me acontecendo nessa jornada que está cada dia mais forte e linda! E, claro, não podia deixar de agradecer ao Di (@diegohenrique.ssn) pela força e por toda a energia que me deu e dá sempre com os meus textos! Tá ficando séria, a coisa! E eu quero muito mais!✒📚❤
Você é bem melhor que isso e pode rebater toda essa escuridão. Joga pra bem longe de você e relaxa... Acalma o coração porque tempestade nenhuma é eterna. Logo logo tudo isso vai passar! 💜 ✨ #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Você é bem melhor que isso e pode rebater toda essa escuridão. Joga pra bem longe de você e relaxa... Acalma o coração porque tempestade nenhuma é eterna. Logo logo tudo isso vai passar! 💜 ✨ #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
#FrasesLiterarias
No puede haber martes sin frase literaria.
Una de Petrarca. Cortita, pero contundente.
#Literatura #Leer #Escribir #Letras #NosGustaLaLiteratura #NosGustanLasLetras #NosGustaLeer #NosGustaEscribir
Cadê as famigeradas corações de gelo? Hahahaha CAPRICORNIANAS 💜 #oquesintoempalavras #signosoqsep
Eu não sei o que quero ser quando crescer.
Apesar de bem grandinha, isso ainda não está definido dentro de mim. Na verdade, a cada dia que passa, parece que essa questão se torna ainda mais assustadora e mutante. Um tempo atrás, acreditava que quando estivesse perto dos 25 anos, já saberia quem sou e seria quem eu queria. Naquela época eu também achava que sabia o que queria fazer, quem queria ser. Eu tinha um plano. Eu era decidida. Mas aí, os 24 chegaram e eu ainda não tenho certeza de nada. Já quis ser tantas coisas nos últimos anos…. Já quis começar uma nova faculdade, seguir um sonho de uma carreira meia boca, que não pagaria minhas contas, mas me faria feliz. Quis seguir pelo dinheiro e encontrar um jeito alternativo de ser feliz.
Nada ainda deu certo. Quando eu era criança, queria ser pediatra. Na adolescência, por um espírito muito voraz, tinha certeza que seria advogada. Na época do vestibular me deu vontade de fazer jornalismo, porque me descobri dentro de redações, leituras e escritas. Durante a faculdade de Direito, pensei que poderia ser psicóloga. As coisas mudaram muito do início dos meus sonhos, mas se tem uma coisa que não mudou, foi a minha incerteza. Crescer não mudou o fato de que não sei quem sou e que descubro diariamente comigo mesma, com as minhas crises, inseguranças e medos. Vejo alguns amigos no Facebook e Instagram tão decididos quanto a vida e carreira, com objetivos claros, tendo a certeza do que fazer para sempre. Mas, e eu? Talvez eu tenha perdido o gene das pessoas que crescem, visualizam uma meta e simplesmente seguem a todo custo. Me perdi em meados do fim da adolescência para o começo da vida adulta. Ainda tenho vários sonhos, porém todos são turvos demais para que eu consiga defini-los. Vivo em um turbilhão de incertezas, com uma sensação de que a vida vem me engolindo, sem me ensinar direito a respirar no meio dessa confusão. Apesar dos pesares, não posso dizer que crescer tem sido em vão. Eu tenho aprendido, observado e amadurecido. Andei aprendendo com meus erros e o que, definitivamente, não quero ser.
Talvez saber o que e quem não quero ser já seja um legado para deixar e uma certeza a ter Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Eu não sei o que quero ser quando crescer. Apesar de bem grandinha, isso ainda não está definido dentro de mim. Na verdade, a cada dia que passa, parece que essa questão se torna ainda mais assustadora e mutante. Um tempo atrás, acreditava que quando estivesse perto dos 25 anos, já saberia quem sou e seria quem eu queria. Naquela época eu também achava que sabia o que queria fazer, quem queria ser. Eu tinha um plano. Eu era decidida. Mas aí, os 24 chegaram e eu ainda não tenho certeza de nada. Já quis ser tantas coisas nos últimos anos…. Já quis começar uma nova faculdade, seguir um sonho de uma carreira meia boca, que não pagaria minhas contas, mas me faria feliz. Quis seguir pelo dinheiro e encontrar um jeito alternativo de ser feliz. Nada ainda deu certo. Quando eu era criança, queria ser pediatra. Na adolescência, por um espírito muito voraz, tinha certeza que seria advogada. Na época do vestibular me deu vontade de fazer jornalismo, porque me descobri dentro de redações, leituras e escritas. Durante a faculdade de Direito, pensei que poderia ser psicóloga. As coisas mudaram muito do início dos meus sonhos, mas se tem uma coisa que não mudou, foi a minha incerteza. Crescer não mudou o fato de que não sei quem sou e que descubro diariamente comigo mesma, com as minhas crises, inseguranças e medos. Vejo alguns amigos no Facebook e Instagram tão decididos quanto a vida e carreira, com objetivos claros, tendo a certeza do que fazer para sempre. Mas, e eu? Talvez eu tenha perdido o gene das pessoas que crescem, visualizam uma meta e simplesmente seguem a todo custo. Me perdi em meados do fim da adolescência para o começo da vida adulta. Ainda tenho vários sonhos, porém todos são turvos demais para que eu consiga defini-los. Vivo em um turbilhão de incertezas, com uma sensação de que a vida vem me engolindo, sem me ensinar direito a respirar no meio dessa confusão. Apesar dos pesares, não posso dizer que crescer tem sido em vão. Eu tenho aprendido, observado e amadurecido. Andei aprendendo com meus erros e o que, definitivamente, não quero ser. Talvez saber o que e quem não quero ser já seja um legado para deixar e uma certeza a ter Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Boa noite meus leitores 😘
@virandoamor 😘😍⚘
Boa noite meus leitores 😘 @virandoamor 😘😍⚘
Você não aprendeu com o tempo. Não vou mentir e dizer que não te queria de voltar, porque eu queria. Só que sempre achei que o tempo que fossemos ficar separados te faria entender e aprender com todos os erros cometidos ao longo do tempo. Que você entenderia o motivo da minha partida e voltaria dizendo estar disposto a encontrar um modo de acertar – dessa vez, pelo menos. Achei que quando voltaria, seria por amor.

Mas você demorou e eu te vi seguir em frente, te vi saindo com outras pessoas, se declarando para novos amores... te vi mudar. E a pessoa que você havia se tornado agora, não conseguia enxergar ao meu lado. E eu cansei de te esperar.

O tempo te tirou de mim e, depois de um tempo, te levou de vez. Eu me acostumei com a sua ausência e quando notei, você já não estava mais aqui (em mim). E o mundo deu tantas voltas que neste mesmo momento onde notei ter me livrado, você apareceu sorrindo dizendo querer ficar. E eu apenas sorri de volta, porque já é tarde demais pra você voltar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Você não aprendeu com o tempo. Não vou mentir e dizer que não te queria de voltar, porque eu queria. Só que sempre achei que o tempo que fossemos ficar separados te faria entender e aprender com todos os erros cometidos ao longo do tempo. Que você entenderia o motivo da minha partida e voltaria dizendo estar disposto a encontrar um modo de acertar – dessa vez, pelo menos. Achei que quando voltaria, seria por amor. Mas você demorou e eu te vi seguir em frente, te vi saindo com outras pessoas, se declarando para novos amores... te vi mudar. E a pessoa que você havia se tornado agora, não conseguia enxergar ao meu lado. E eu cansei de te esperar. O tempo te tirou de mim e, depois de um tempo, te levou de vez. Eu me acostumei com a sua ausência e quando notei, você já não estava mais aqui (em mim). E o mundo deu tantas voltas que neste mesmo momento onde notei ter me livrado, você apareceu sorrindo dizendo querer ficar. E eu apenas sorri de volta, porque já é tarde demais pra você voltar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Só vim aqui para te lembrar disso! Uma ótima semana para todos nós 🙌🏻 ✨ 💜 #oquesintoempalavras
Só vim aqui para te lembrar disso! Uma ótima semana para todos nós 🙌🏻 ✨ 💜 #oquesintoempalavras 
Eu quero carinho, cuidado. Alguém que enxergue além dos olhos verdes. Na verdade, alguém que saiba definir que são verdes e que não fique na dúvida da cor dos meus olhos, por sempre olhar para eles com cuidado e responsabilidade emocional. Não quero corpo, quero alma. Quero ouvir tua voz dentro de mim, mesmo que você não diga nada. Quero ler suas mensagens com a mesma entonação que você usa quando me liga, quando me olha nos olhos de um jeito brincalhão, ou mesmo com assuntos sérios. Eu quero ser tudo, das séries às cervejas. Da análise das letras de Taylor Swift à raça negra. E aí, cê aceita o desafio de juntar todos os pedaços e aguenta ser alma? Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Eu quero carinho, cuidado. Alguém que enxergue além dos olhos verdes. Na verdade, alguém que saiba definir que são verdes e que não fique na dúvida da cor dos meus olhos, por sempre olhar para eles com cuidado e responsabilidade emocional. Não quero corpo, quero alma. Quero ouvir tua voz dentro de mim, mesmo que você não diga nada. Quero ler suas mensagens com a mesma entonação que você usa quando me liga, quando me olha nos olhos de um jeito brincalhão, ou mesmo com assuntos sérios. Eu quero ser tudo, das séries às cervejas. Da análise das letras de Taylor Swift à raça negra. E aí, cê aceita o desafio de juntar todos os pedaços e aguenta ser alma? Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Quando alguém te magoar, feche os olhos e pergunte ao seu coração: a dor é pela perda ou pela partida? Ele sabe a resposta. Se for pela perda, vale a pena tentar outra vez? Se a resposta for sim, vai atrás; esquece do orgulho. Luta para consertar essa rachadura que apareceu. Senão, acalma teu coração porque vai passar. Mas, se a dor for pela partida, fica tranquila. Às vezes o coração confunde os sentimentos e embaralha nossos pensamentos mesmo, ele gosta de pregar peças. A gente sempre vai sofrer com as partidas, menina, porque elas são necessárias para nos fazer crescer e nos transformar em pessoas melhores. Nós precisamos aprender a lidar com as partidas, porque haverão muitas ao longo do tempo.

E sabe qual a diferença entre as duas?

Perder alguém significa que você ama uma pessoa que, por algum motivo, precisou ir embora. Não importa se o motivo foi bom ou ruim, mas a dor toma conta do teu peito porque quando o amor dói, machuca. Mas quando alguém que entrou na tua vida e te deixou alguma marca, pequena ou grande, boa ou ruim, resolve partir, dói, mas logo passa. Não abre uma ferida, só tenta te prender num buraco escuro. E você não vai permitir que o que está sentindo te tire da luz.

Segue a tua vida, menina. Partidas te transformam em alguém melhor, elas fazem essa tua força. Quem tem que ficar, fica. E quem foi, foi porque não conseguiu lidar com a tua luz. E quem quer apagar teu brilho, não merece teu amor - e nem a tua dor.

Respira, vai passar. E quando passar, você vai levantar mais forte e, simplesmente, continuar sua missão: brilhar. Deixa quem não te merece, te deixar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Quando alguém te magoar, feche os olhos e pergunte ao seu coração: a dor é pela perda ou pela partida? Ele sabe a resposta. Se for pela perda, vale a pena tentar outra vez? Se a resposta for sim, vai atrás; esquece do orgulho. Luta para consertar essa rachadura que apareceu. Senão, acalma teu coração porque vai passar. Mas, se a dor for pela partida, fica tranquila. Às vezes o coração confunde os sentimentos e embaralha nossos pensamentos mesmo, ele gosta de pregar peças. A gente sempre vai sofrer com as partidas, menina, porque elas são necessárias para nos fazer crescer e nos transformar em pessoas melhores. Nós precisamos aprender a lidar com as partidas, porque haverão muitas ao longo do tempo. E sabe qual a diferença entre as duas? Perder alguém significa que você ama uma pessoa que, por algum motivo, precisou ir embora. Não importa se o motivo foi bom ou ruim, mas a dor toma conta do teu peito porque quando o amor dói, machuca. Mas quando alguém que entrou na tua vida e te deixou alguma marca, pequena ou grande, boa ou ruim, resolve partir, dói, mas logo passa. Não abre uma ferida, só tenta te prender num buraco escuro. E você não vai permitir que o que está sentindo te tire da luz. Segue a tua vida, menina. Partidas te transformam em alguém melhor, elas fazem essa tua força. Quem tem que ficar, fica. E quem foi, foi porque não conseguiu lidar com a tua luz. E quem quer apagar teu brilho, não merece teu amor - e nem a tua dor. Respira, vai passar. E quando passar, você vai levantar mais forte e, simplesmente, continuar sua missão: brilhar. Deixa quem não te merece, te deixar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Você sabe controlar seu medo. Você sabe que não pode deixar que ele tome conta de todas as suas decisões e nem da sua vida, por isso você é o que é. Amor. Seu coração transborda sentimentos bons e seu único propósito é espalhar isso pelo mundo, mas sempre encontrará alguém que não vai saber lidar com o medo da sua intensidade e fugir. E nesses momentos, você sorri. Porque antes só do que mal acompanhada. Não queira perto de você quem tem medo de viver, deixe a vida te guiar e faça apenas aquilo que o seu coração mandar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Você sabe controlar seu medo. Você sabe que não pode deixar que ele tome conta de todas as suas decisões e nem da sua vida, por isso você é o que é. Amor. Seu coração transborda sentimentos bons e seu único propósito é espalhar isso pelo mundo, mas sempre encontrará alguém que não vai saber lidar com o medo da sua intensidade e fugir. E nesses momentos, você sorri. Porque antes só do que mal acompanhada. Não queira perto de você quem tem medo de viver, deixe a vida te guiar e faça apenas aquilo que o seu coração mandar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
DIA 11 // É só uma maré ruim 🌊
@oquesintoempalavras #oquesintoempalavras
📸na foto: @vigorfragill e @risalomaorj ♥️
DIA 11 // É só uma maré ruim 🌊 @oquesintoempalavras #oquesintoempalavras  📸na foto: @vigorfragill e @risalomaorj ♥️
Hoje foi um exemplo literal dessa frase. Ontem chegamos com uma chuva incessante, chata e que frustrava os nossos planos de praia, areia, piscina e bronze. Hoje o dia amanheceu lindo. Um sol gostoso, uma céu azul, um dia pra curtir, ir no cais, mergulhar, pisar na areia, voltar e cair na piscina. Por mais que passamos por épocas turbulentas em nossas vidas, em que os dias são sempre sombras negras, o mau humor reina, nada parece ir para frente e, quando você está quase desistindo, aparece a luz que te guia pelo caminho que te levará aos seus sonhos/objetivos. Ele pode não ser fácil. Pode ser que ainda caiam gotas no seu céu e ameacem o seu sol, mas dias melhores estão a frente. É só você não desistir, mesmo com o cansaço, com o medo, com roupas pesadas. Acredite, seu céu irá clarear! Dedico à querida leitora @katarina_v7 💙
Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Hoje foi um exemplo literal dessa frase. Ontem chegamos com uma chuva incessante, chata e que frustrava os nossos planos de praia, areia, piscina e bronze. Hoje o dia amanheceu lindo. Um sol gostoso, uma céu azul, um dia pra curtir, ir no cais, mergulhar, pisar na areia, voltar e cair na piscina. Por mais que passamos por épocas turbulentas em nossas vidas, em que os dias são sempre sombras negras, o mau humor reina, nada parece ir para frente e, quando você está quase desistindo, aparece a luz que te guia pelo caminho que te levará aos seus sonhos/objetivos. Ele pode não ser fácil. Pode ser que ainda caiam gotas no seu céu e ameacem o seu sol, mas dias melhores estão a frente. É só você não desistir, mesmo com o cansaço, com o medo, com roupas pesadas. Acredite, seu céu irá clarear! Dedico à querida leitora @katarina_v7 💙 Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Só vim aqui pra te lembrar disso, tá bem? Você mudou e se transformou em alguém muito melhor, e muda mais um pouco todos os dias. Você não tem que se preocupar com o seu passado, é o seu agora que importa. 💜 #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Só vim aqui pra te lembrar disso, tá bem? Você mudou e se transformou em alguém muito melhor, e muda mais um pouco todos os dias. Você não tem que se preocupar com o seu passado, é o seu agora que importa. 💜 #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Tem mais de mim que você não conhece, que você não vê, porque eu prefiro esconder por medo de você correr quando perceber. É automático. Você está aqui agora e diz querer ficar, mas não pode me garantir que amanhã, ao acordar, continuará ao meu lado. Você mudou muito com o tempo. E eu precisei ir guardando algumas coisas por conta dessa incerteza que levo comigo.

E eu não te culpo.

Ninguém tem que viver no escuro por medo de se apaixonar a ponto de correr riscos. Correr riscos faz com que a gente aprenda, não é? E eu aprendo um pouco mais com você todos os dias – sobre você também. E é por aprender tanto que eu não consigo mostrar tudo o que tenho – e prefiro guardar para mim. Meu coração me diz que é melhor assim. Ele nunca errou nos sinais que me deu, e quando não dei ouvidos, ele acabou se machucando por erro meu.

Todas as surras que a vida me deu me fizeram ficar assim. Mas olha, não se afasta de mim. Sei que às vezes cê perde a paciência comigo, eu mereço, confesso, mas ainda sou eu e ainda estou aqui para ti. Não sei o que houve para você ficar assim, só que eu não vou conseguir tirar o que tem aqui dentro enquanto não sentir segurança vinda de você. Enquanto não confiar. Enquanto não acreditar que você veio para ficar. É difícil conseguir confiar se você não mostra – eu não vou cometer os mesmos erros.

Se a sua intenção não é ficar, pode ir embora antes que eu precise partir por conta própria. Eu prefiro. Você quis entrar no meu mundo e não consegue aceitá-lo do jeito que ele é. Tem mais do que te mostro, mas você só irá descobrir quando mostrar que veio pra ficar. Eu cansei de apanhar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Tem mais de mim que você não conhece, que você não vê, porque eu prefiro esconder por medo de você correr quando perceber. É automático. Você está aqui agora e diz querer ficar, mas não pode me garantir que amanhã, ao acordar, continuará ao meu lado. Você mudou muito com o tempo. E eu precisei ir guardando algumas coisas por conta dessa incerteza que levo comigo. E eu não te culpo. Ninguém tem que viver no escuro por medo de se apaixonar a ponto de correr riscos. Correr riscos faz com que a gente aprenda, não é? E eu aprendo um pouco mais com você todos os dias – sobre você também. E é por aprender tanto que eu não consigo mostrar tudo o que tenho – e prefiro guardar para mim. Meu coração me diz que é melhor assim. Ele nunca errou nos sinais que me deu, e quando não dei ouvidos, ele acabou se machucando por erro meu. Todas as surras que a vida me deu me fizeram ficar assim. Mas olha, não se afasta de mim. Sei que às vezes cê perde a paciência comigo, eu mereço, confesso, mas ainda sou eu e ainda estou aqui para ti. Não sei o que houve para você ficar assim, só que eu não vou conseguir tirar o que tem aqui dentro enquanto não sentir segurança vinda de você. Enquanto não confiar. Enquanto não acreditar que você veio para ficar. É difícil conseguir confiar se você não mostra – eu não vou cometer os mesmos erros. Se a sua intenção não é ficar, pode ir embora antes que eu precise partir por conta própria. Eu prefiro. Você quis entrar no meu mundo e não consegue aceitá-lo do jeito que ele é. Tem mais do que te mostro, mas você só irá descobrir quando mostrar que veio pra ficar. Eu cansei de apanhar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
CANSEI!
Cansei do preto e branco, de tentar arrumar o feed, de criar cards que venham a ser minha marca, quando tudo o que eu quero é escrever sobre coisas bonitas, frases que inspiram e cor, muita cor. Por que a minha marca não podem ser o que eu quiser, o que meu coração bate? As cores estão pulsando aqui e estão pedindo pra sair. O sonho preto e branco não tem graça. O amor preto e branco não é amor. Planejar tanto uma hora cansa e eu cansei. 
Todas as fotos do Instagram do Vigor, a partir de agora - até quando minha personalidade mudar de novo - vai ser assim: colorido, com frases lindas, preferencialmente em inglês (porque há tempos quero fazer um projeto em inglês, então por quê não juntar duas coisas?) e os textos serão baseados nessas frases e citações dos cards. Provavelmente um conteúdo exclusivo e que não vai pro blog. Espero que vocês se achem em alguma palavra, se sintam acolhidos e amem essa mudança tanto quanto eu. Quem disse que a gente não deve mudar? Eu tô mudando e espero você nessa evolução. Porque mudar é isso, é evoluir! - @graziellevs .Grazielle Vieira | Vigor Frágil
.
#despadronizar #desconstruir #escritaamor #love #beyourself #colorfull
CANSEI! Cansei do preto e branco, de tentar arrumar o feed, de criar cards que venham a ser minha marca, quando tudo o que eu quero é escrever sobre coisas bonitas, frases que inspiram e cor, muita cor. Por que a minha marca não podem ser o que eu quiser, o que meu coração bate? As cores estão pulsando aqui e estão pedindo pra sair. O sonho preto e branco não tem graça. O amor preto e branco não é amor. Planejar tanto uma hora cansa e eu cansei. Todas as fotos do Instagram do Vigor, a partir de agora - até quando minha personalidade mudar de novo - vai ser assim: colorido, com frases lindas, preferencialmente em inglês (porque há tempos quero fazer um projeto em inglês, então por quê não juntar duas coisas?) e os textos serão baseados nessas frases e citações dos cards. Provavelmente um conteúdo exclusivo e que não vai pro blog. Espero que vocês se achem em alguma palavra, se sintam acolhidos e amem essa mudança tanto quanto eu. Quem disse que a gente não deve mudar? Eu tô mudando e espero você nessa evolução. Porque mudar é isso, é evoluir! - @graziellevs .Grazielle Vieira | Vigor Frágil . #despadronizar  #desconstruir  #escritaamor  #love  #beyourself  #colorfull 
E para o meu recomeço, foi preciso o nosso fim. #oquesintoempalavras
Eu acredito, fielmente, nas voltas que o mundo dá. Eu acredito que pessoas vão embora, mas que em algum momento podem voltar. Eu acredito que o amor é um sentimento forte e capaz de superar qualquer tombo que a gente levar. Eu tenho certeza que quando tivemos a difícil escolha de terminar, aquele seu “eu espero que a gente se esbarre um dia lá na frente, mais maduros, e possamos consertar todos os nossos erros”, foi um até logo. E que, assim como eu, você está esperando ansiosamente para que esse “até logo” se torne o nosso agora. Mas, enquanto ele não vem, eu sigo paciente no meio de toda essa demora, acreditando que nosso amor foi real e, felizmente, que o nosso fim não foi um ponto final. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Eu acredito, fielmente, nas voltas que o mundo dá. Eu acredito que pessoas vão embora, mas que em algum momento podem voltar. Eu acredito que o amor é um sentimento forte e capaz de superar qualquer tombo que a gente levar. Eu tenho certeza que quando tivemos a difícil escolha de terminar, aquele seu “eu espero que a gente se esbarre um dia lá na frente, mais maduros, e possamos consertar todos os nossos erros”, foi um até logo. E que, assim como eu, você está esperando ansiosamente para que esse “até logo” se torne o nosso agora. Mas, enquanto ele não vem, eu sigo paciente no meio de toda essa demora, acreditando que nosso amor foi real e, felizmente, que o nosso fim não foi um ponto final. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Nem sempre vamos conseguir entender os motivos. Nem sempre o motivo vai ser o fim do amor. Existem histórias que já começam com um prazo para o fim, e tá tudo bem. Muita gente vai passar pela nossa vida, marcar e partir. É assim que nós vamos crescer, amadurecer e aprender: cometendo erros e vivendo. E no fim de cada história, você deve virar a página para começar a escrever uma nova. Guarda aquele capítulo com carinho e vai pro próximo. O livro precisa acabar uma hora, não se preocupe, nenhuma história fica pela metade. O fim da sua história vai chegar. Mas, antes disso, você vai precisar ser forte e aceitar que nem todo mundo que chegar, vai ficar. #oquesintoempalavras

O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Nem sempre vamos conseguir entender os motivos. Nem sempre o motivo vai ser o fim do amor. Existem histórias que já começam com um prazo para o fim, e tá tudo bem. Muita gente vai passar pela nossa vida, marcar e partir. É assim que nós vamos crescer, amadurecer e aprender: cometendo erros e vivendo. E no fim de cada história, você deve virar a página para começar a escrever uma nova. Guarda aquele capítulo com carinho e vai pro próximo. O livro precisa acabar uma hora, não se preocupe, nenhuma história fica pela metade. O fim da sua história vai chegar. Mas, antes disso, você vai precisar ser forte e aceitar que nem todo mundo que chegar, vai ficar. #oquesintoempalavras  O que sinto em Palavras // @stephaniealuz
Tradução da terceira lei de Newton por uma escritora! 
Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Tradução da terceira lei de Newton por uma escritora! Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Eu era capaz de enfrentar tudo, de fugir, ir contra as pessoas mais importantes da minha vida para seguir e conseguir o que eu queria. 
Hoje a garota corajosa se transformou em uma mulher pacata.
Eu tinha sede de fazer e acontecer com tudo e todos.
Meus maiores escritos eram incentivos a mim mesma “hey, viva, arrisque, a vida e a juventude não duram pra sempre, então faça!”.
Hoje eu só quero viver do que é meu.

Talvez o fato de ter me ferrado bastante tenha me ensinado que nem tudo é apenas “viver e arriscar”, algumas coisas foram pura e simplesmente irresponsabilidades e a vontade de provar para os outros que eu era capaz de fazer e acontecer. 
Não sei se o tempo, não sei se a maturidade, mas aprendi que um dos maiores clichês da vida é verdade: aquilo que você mais ama viver e vive de verdade, você vive para si mesmo, não expõe para os outros, não precisa provar nada a ninguém, na verdade não quer que ninguém descubra. 
Quando alguém chega gritando a vida em alto e bom som eu sou apenas capaz de pensar “poxa, como você deve ser infeliz…”
Minha intenção não é julgar ninguém, mas quando você grita é porque quer muito chamar atenção das pessoas, quer provar para os outros que você é bom, quando, na verdade, não consegue nem provar para si mesmo. É um amontado de medos e solidão. 
Este é o momento em que eu penso que aquela menina corajosa não era assim tão corajosa.
Era uma garotinha desesperada por atenção e triste, que não sabia quem era e o que queria. 
A mulher pacata de hoje é muito mais forte do que a pobre menina corajosa.
A sede de fazer e ser se transformou na vontade de encontrar a felicidade sem fazer barulho e guardar tudo dentro de mim, em minhas muitas lembranças.
E aquele pensamento de “a juventude não dura para sempre” se converteu na ideia de que as irresponsabilidades nos roubam a juventude muito cedo. 
Não tenha pressa de crescer e mudar, tudo acontece muito naturalmente pra quem sabe encarar a vida.  Grazielle Vieira | Vigor Frágil
Eu era capaz de enfrentar tudo, de fugir, ir contra as pessoas mais importantes da minha vida para seguir e conseguir o que eu queria. Hoje a garota corajosa se transformou em uma mulher pacata. Eu tinha sede de fazer e acontecer com tudo e todos. Meus maiores escritos eram incentivos a mim mesma “hey, viva, arrisque, a vida e a juventude não duram pra sempre, então faça!”. Hoje eu só quero viver do que é meu. Talvez o fato de ter me ferrado bastante tenha me ensinado que nem tudo é apenas “viver e arriscar”, algumas coisas foram pura e simplesmente irresponsabilidades e a vontade de provar para os outros que eu era capaz de fazer e acontecer. Não sei se o tempo, não sei se a maturidade, mas aprendi que um dos maiores clichês da vida é verdade: aquilo que você mais ama viver e vive de verdade, você vive para si mesmo, não expõe para os outros, não precisa provar nada a ninguém, na verdade não quer que ninguém descubra. Quando alguém chega gritando a vida em alto e bom som eu sou apenas capaz de pensar “poxa, como você deve ser infeliz…” Minha intenção não é julgar ninguém, mas quando você grita é porque quer muito chamar atenção das pessoas, quer provar para os outros que você é bom, quando, na verdade, não consegue nem provar para si mesmo. É um amontado de medos e solidão. Este é o momento em que eu penso que aquela menina corajosa não era assim tão corajosa. Era uma garotinha desesperada por atenção e triste, que não sabia quem era e o que queria. A mulher pacata de hoje é muito mais forte do que a pobre menina corajosa. A sede de fazer e ser se transformou na vontade de encontrar a felicidade sem fazer barulho e guardar tudo dentro de mim, em minhas muitas lembranças. E aquele pensamento de “a juventude não dura para sempre” se converteu na ideia de que as irresponsabilidades nos roubam a juventude muito cedo. Não tenha pressa de crescer e mudar, tudo acontece muito naturalmente pra quem sabe encarar a vida. Grazielle Vieira | Vigor Frágil
❤
Bailando no ar, gemia inquieto vagalume:
'Quem me dera, que fosse aquela loura estrela,
que arde no eterno azul, como uma eterna vela!'
Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme:
'Pudesse eu copiar o transparente lume,
Que, da grega coluna à gótica janela,
Contemplou, suspirosa, a fronte amada e bela!'
Mas a lua, fitando o sol, com azedume:
'Mísera! tivesse eu aquela enorme, aquela
Claridade imortal, que toda a luz resume!'
Mas o sol, inclinado a rútila capela:
'Pesa-me esta brilhante auréola de nume...
Enfara-me esta azul e desmedida umbela...
Por que não nasci eu um simples vagalume?'
- Machado de Assis, in: "Círculo Vicioso".
#Poeta #InstaLiteratura #Ler #InstaLiterario #IGLiterario #FrasesLiterarias #InstaLeitura #InstaLivros_BR #InstaLivros #Literatura #AmantesdaLiteratura #Leitura #LiteraturaBrasileira #Brasileiríssimos #EscritoresBrasileiros #Imortais #Escritores #Machado #LeiaMais #EscritoresFamosos #Poesia #Poemas #InstaPoesia #Escritor #Leitor #LeitoresCompulsivos #MachadodeAssis #VidadeLeitor #AmorLiterario #Brasileiro
❤ Bailando no ar, gemia inquieto vagalume: 'Quem me dera, que fosse aquela loura estrela, que arde no eterno azul, como uma eterna vela!' Mas a estrela, fitando a lua, com ciúme: 'Pudesse eu copiar o transparente lume, Que, da grega coluna à gótica janela, Contemplou, suspirosa, a fronte amada e bela!' Mas a lua, fitando o sol, com azedume: 'Mísera! tivesse eu aquela enorme, aquela Claridade imortal, que toda a luz resume!' Mas o sol, inclinado a rútila capela: 'Pesa-me esta brilhante auréola de nume... Enfara-me esta azul e desmedida umbela... Por que não nasci eu um simples vagalume?' - Machado de Assis, in: "Círculo Vicioso". #Poeta  #InstaLiteratura  #Ler  #InstaLiterario  #IGLiterario  #FrasesLiterarias  #InstaLeitura  #InstaLivros_BR  #InstaLivros  #Literatura  #AmantesdaLiteratura  #Leitura  #LiteraturaBrasileira  #Brasileiríssimos  #EscritoresBrasileiros  #Imortais  #Escritores  #Machado  #LeiaMais  #EscritoresFamosos  #Poesia  #Poemas  #InstaPoesia  #Escritor  #Leitor  #LeitoresCompulsivos  #MachadodeAssis  #VidadeLeitor  #AmorLiterario  #Brasileiro 
Eles se permitiram.
Ignoraram os medos, não ouviram a negatividade - resquícios de relacionamentos passados que os feriram e criaram uma certa crosta de frieza - deram as costas para o modelo anti sentimentos da época e se permitiram. Se permitiram sentir, sentir tudo o que viesse, dia a dia, da maneira que fosse. 
Ela se permitia espalhar nos braços dele, enquanto ele se permitia sentir seu coração bater mais forte ao abraçá-la. 
Ele se permitia se contagiar pelo sorriso dela, ela se permitia viajar no contorno do rosto dele enquanto o contornava. Eles se permitiram acordar felizes por estarem juntos, sentindo tudo aquilo que não sabiam o que era, mas que era bom pra caramba. Eles se permitiram rir deles mesmos, se zoar, se ajudar, se envolver... Ser permitiram ser parceiros e amigos, além de um casal. Ela permitiu que ele mostrasse porque nunca tinha dado certo com alguém antes, ele permitiu que ela virasse sua vida do avesso o ajudando a perceber que o avesso era exatamente o lugar ideal pra ele.
Eles se permitiram ouvir apenas seus corações e ignorar todo o resto do mundo. Eles se permitiram ser livres juntos, transbordar seus anteriores cheios de coisas boas que nunca ninguém antes havia merecido ver. 
Brincavam com a vida e a mesma sorria pra eles, porque eles se permitiram. Eles se permitiram desarmar, e se permitiram amar.
Eles se permitiram. Ignoraram os medos, não ouviram a negatividade - resquícios de relacionamentos passados que os feriram e criaram uma certa crosta de frieza - deram as costas para o modelo anti sentimentos da época e se permitiram. Se permitiram sentir, sentir tudo o que viesse, dia a dia, da maneira que fosse. Ela se permitia espalhar nos braços dele, enquanto ele se permitia sentir seu coração bater mais forte ao abraçá-la. Ele se permitia se contagiar pelo sorriso dela, ela se permitia viajar no contorno do rosto dele enquanto o contornava. Eles se permitiram acordar felizes por estarem juntos, sentindo tudo aquilo que não sabiam o que era, mas que era bom pra caramba. Eles se permitiram rir deles mesmos, se zoar, se ajudar, se envolver... Ser permitiram ser parceiros e amigos, além de um casal. Ela permitiu que ele mostrasse porque nunca tinha dado certo com alguém antes, ele permitiu que ela virasse sua vida do avesso o ajudando a perceber que o avesso era exatamente o lugar ideal pra ele. Eles se permitiram ouvir apenas seus corações e ignorar todo o resto do mundo. Eles se permitiram ser livres juntos, transbordar seus anteriores cheios de coisas boas que nunca ninguém antes havia merecido ver. Brincavam com a vida e a mesma sorria pra eles, porque eles se permitiram. Eles se permitiram desarmar, e se permitiram amar.